Espaço para conversa entre membros do APS Portugal
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mini-análises 2ª temporada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Mini-análises 2ª temporada   Sab 03 Out 2015, 16:53

Mini-análises da 2º temporada
Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Sab 03 Out 2015, 17:02

02x01 - "Fresh Hell"


"No corner of her soul shall be safe. Every beat of her heart, she shall know only suffering. I will not fail you. I will not fail you. I will not fail you."

Quando pensávamos que a série não se podia tornar mais sombria, surge a segunda temporada. Penny Dreadful regressou e da melhor maneira possível! Mais trevas, mais mistério, mais acção. Nenhuma personagem saberá, por experiência própria, o significado da palavra paz e Vanessa será a mais afectada por isso, uma vez mais.
O primeiro episódio começa de uma forma calma: Vanessa a passear tranquilamente num parque coberto de neve. No entanto, calma é uma palavra que não combina com Penny Dreadful portanto é algo que dura apenas uns segundos. Observada ao longe por Evelyn Poole (Madame Kali), que recita algumas palavras desconhecidas, Vanessa começa a sentir-se mal e imagens aparecem na sua cabeça - fogo, símbolos desconhecidos, "O Diabo" e um escorpião desenhado com o seu próprio sangue.
Ethan é outra personagem que também não tem descanso. Após acordar num bar, rodeado de cadáveres que ele próprio matou - apesar de não se lembrar de o ter feito -, decide deixar Londres. É enquanto comunica a sua decisão a Vanessa que ambos são atacados por um grupo de mulheres com profundas cicatrizes espalhadas pelo seu corpo nu. Por pouco conseguem resistir e Vanessa tem a última palavra ao espantar uma última criatura enquanto fala em Verbis Diablo, uma língua morta e supostamente mítica que a surpreende tanto a ela (pois não sabe o que disse) quanto Ethan e à criatura.
Mais tarde, Vanessa dá a entender que o ataque por parte de criaturas devotas ao Diabo, é algo relacionado com o seu passado - que, afinal, é muito mais sombrio que a primeira temporada nos fez acreditar! Vanessa, Malcolm, Victor, Sambene e Ethan (que entretanto decidiu que não ir embora para proteger Vanessa) tentam descodificar o ataque e saber mais sobre o novo inimigo. Por outro lado, Evelyn, a sua filha e as restantes súbditas do diabo conjuram planos para capturar Vanessa e a entregar ao seu mestre.
O episódio terminou de forma ainda mais enigmática. Enquanto Vanessa reza a Deus em busca de proteção, Evelyn reza a Lúcifer, anunciando-lhe que não a sua missão não irá falhar. O sangue é um elemento comum em ambas as cenas e a sequência demonstra que Vanessa e Evelyn são faces diferentes mas pertencentes à mesma moeda.
Ao que tudo indica a nova temporada será dominada pelas mulheres. O foco irá continuar em Vanessa e Evelyn irá ocupar o lugar de vilã - um papel que no passado teve pouco destaque mas, agora, tem finalmente uma cara e uma personalidade forte que iremos ter a oportunidade de explorar. Estão tão ansiosos para ver os próximos episódios quanto eu?



"What is Dr. Frankenstein without his creature?"

Caliban parece estar finalmente a encontrar o caminho para a vida feliz que tanto ambiciona. Enquanto aguarda por uma noite de tempestade, necessária para reviver Brona, decide continuar à procura de emprego numa cidade fria que dificilmente o aceitará. É numa das suas caminhadas por Londres que descobre um emprego que a poucos agrada - uma vaga num museu de cera, um lugar histórico, solitário e grotesco.
Quando encontra o proprietário, tenta esconder as cicatrizes da sua cara mas acaba por não o fazer. Caliban quer que os outros o aceitem como ele é e este parece ser o primeiro passo para ele próprio aceitar a sua aparência física. O proprietário do museu demonstra simpatia e avisa Caliban das desvantagens do emprego - algo que não preocupa a Criatura, visto sentir-se familiarizado com o lugar.
Quem não fica satisfeita com o novo emprego de John Clare - o nome que Caliban usa para se apresentar - é a esposa do proprietário que tenta fazê-lo desistir da ideia mas, apesar de contrariada, aceita quando o marido lhe diz que, devido à sua aparência física, ele será uma mais-valia para os novos projectos que tem em mente. Por outro lado, a reacção da filha é totalmente diferente da reacção da mãe. Lavínia é uma mulher jovem, bonita e cega que pede a Caliban para lhe tocar no rosto pois essa é a única forma que tem para conhecer alguém. Com alguma resistência, Caliban aceita. Podia-se esperar que Lavínia sentisse repulsa ou se assustasse ao perceber as cicatrizes mas esta mantém-se cordial e agradável.
Caliban abandona a loja com um sorriso no rosto e um novo emprego. A partir de agora estará encarregado de ajudar na construção da Câmara do Crime - uma recriação detalhada das cenas de crime mais controversas de Londres.
No seu laboratório, Victor espera pela oportunidade para reviver Brona. Este observa-a, talvez acreditando que Caliban o deixará após lhe dar uma companheira para a sua vida imortal, quando demonstra os primeiros sinais de interesse numa mulher. Brona está nua e morta, dentro de água, e Victor aproveita para lhe tocar no corpo, só parando quando é interrompido por alguém que lhe está a bater à porta.
É quase no final do episódio que Londres é finalmente atingida por uma tempestade. Victor regressa ao seu laboratório onde já se encontra Caliban, e juntos começam os procedimentos necessários para reviver Brona. Tudo o que precisam é que um relâmpago os atinja para electrocutar o corpo morte de Brona, ainda dentro de água, pois a sua energia será o suficiente para esta voltar a ter vida. As suas preces são acudidas e um relâmpago atinge o laboratório. Momentos depois a sua missão resulta em sucesso e Brona ergue-se diante deles.

A promessa de Victor foi cumprida mas o que será que o espera a partir de agora? A sua consciência não o deixará tranquilo, seguramente, mas a luta dele não será apenas contra si próprio pois neste episódio tivemos o primeiro sinal que poderá indicar um interesse amoroso de Victor em Brona. Muitas questões que ainda estão de pé serão resolvidas nos próximos episódios!



Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Sab 03 Out 2015, 17:04

02x02 - "Verbis Diablo"
Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:11

02x03 - "The Nightcomers"


"When Lucifer fell, he did not fall alone. They will hunt you until the end of days. Be true."

Num episódio totalmente dedicado à Vanessa, muitas questões relativamente ao seu passado foram esclarecidas. O episódio foi todo ele um flashback, sobre a altura em que a Vanessa conheceu e teve contacto, pela primeira vez, com uma bruxa. A protagonista procurou uma bruxa em específico com esperança que esta lhe ajudasse a obter as respostas às dúvidas que tanto a atormentavam. Em nenhuma ocasião Vanessa foi recebida por Joan de forma acolhedora ou com simpatia, antes pelo contrário mas, ainda assim, uma relação bonita acabou por se formar entre as duas.
Ao longo do episódio foi avançando, começamos a obter algumas respostas e Vanessa ia aprendendo a desenvolver os seus poderes. No entanto, como já é normal, Vanessa não teve paz. Joan tentou a todo o custo protegê-la da sua irmã, Madame Kali, que já nessa altura a perseguia mas a sua história não teve um final feliz. Joan foi condenada à morte por bruxaria porém não deixou o mundo sem antes avisar Vanessa dos perigos que esta teria de enfrentar.
Acho que, no geral, foi um bom episódio. Obtivemos várias respostas, percebemos mais sobre os poderes de Vanessa e vimos referência ao escorpião e o seu baralho de tarot. No entanto, é estranho o facto de Vanessa já se ter encontrado com a Madame Kali no passado, ainda que estivessem afastadas uma da outra, e não a ter reconhecido quando, na temporada passada, elas foram formalmente apresentadas pela primeira vez. Neste episódio a Vanessa não chegou a ver a cara dela, é certo, mas sendo ela uma pessoa que consegue pressentir certas coisas, achei estranho ela não ter percebido que já se tinham encontrado antes. No entanto, isso leva-nos a outra questão: será que Madame Kali foi a causadora do despertar do demónio interno de Vanessa, ainda na primeira temporada?

Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:15

02x04 - "Evil Spirits in Heavenly"



Lily: So, women wear corsets so they don't exert themselves?
Victor: Yes.
Lily: What would happen if they did?
Victor: They'd take over the world.

O episódio desta semana foi, na sua maioria, mais tranquilo do que o habitual. Depois de vários episódios muito intensos, acho que um mais descontraído veio mesmo a calhar. No entanto, isso não significa que a nível de qualidade foi pior do que os anteriores. A série tem mantido a sua essência e está muito bem desenvolvida, com diálogos muito intensos e misteriosos. Arrisco dizer que tudo está bem equilibrado e este episódio foi a prova disso.
A cena mais divertida foi protagonizada por Victor Frankenstein que, sem saber como lidar com certas questões femininas, pediu ajuda a Vanessa para comprar roupas para Lily (Brona). Vanessa ficou surpreendida mas de bom grado aceitou ajudar. Com tudo o que se tem passado, é muito bom ver a Vanessa a divertir-se e fazer piadas, apesar de sabermos que esses momentos são raros e irão durar pouco.
Victor sentia-se, claramente, fora da sua zona de conforto. Estava envergonhado, muito atrapalhado e desnorteado. Foi isso que tornou o momento tão divertido, principalmente quando Vanessa se dirigiu à secção da roupa interior, e se meteu com ele. Vanessa não tem uma relação tão próxima com Victor como a que tem com Ethan ou Malcolm, por exemplo, por essa razão foi muito agradável ver estes momentos serem vividos apenas entre estas duas personagens.
Mais sérios são os momentos entre Victor e Lily. O médico ainda não sabe muito bem como há-de agir quando está com ela mas está a esforçar-se e eu diria que a fazer um bom trabalho. Após uma conversa sobre o papel da mulher na sociedade, Victor permitiu que Lily abdicasse do corpete, visto que prefere que ela seja feliz a usar algo que não quer, e ela, para o agradar, aceitou usar sapatos de salto, apesar de a magoarem. É uma relação bonita, esta que se está a construir entre os dois. No entanto, Lily é a noiva prometida a John Clare (Caliban). É de esperar que, mais tarde ou mais cedo, ele venha reclamar a a sua noiva mas como será quando isso acontecer? Lily está a construir as suas primeiras memórias à volta de Victor e ele tem sido como um guia para ela enquanto que John é um estranho. Será que ela vai aceitar passar a eternidade com um homem que mal conhece? E quanto a Victor, irá ele ser capaz de a deixar ir?




Ethan: Does she really eat dessert for breakfast?
Sembene: Always.

Apesar de, neste episódio, estar tudo mais calmo do que o habitual, Sembene sabe que o mal está à espreita e não se permitiu descontrair, ficando de guarda. Talvez tenha sido essa a atitude mais acertada, apesar de não lhe ter valido de muito. Numa conversa que tem com Ethan, a nossa curiosidade em relação ao seu passado é aguçada. É iminente uma revelação sobre isso num episódio futuro e, ao que tudo indica, está para breve. Nós não sabemos nada sobre ele, apesar dele estar presente na série desde o início. Sembene sempre ficou um pouco à margem do grupo mas é uma personagem igualmente fascinante não só pela sua dedicação a Malcolm mas também pelo seu ar sombrio e misterioso. Será que a história do seu passado é, também ela, fascinante?
Quanto a Ethan, a relação com o seu pai também ainda tem muito que se lhe diga. As necromantes têm um plano, aparentemente infalível, para seduzir Ethan mas, felizmente, não são bem sucedidas. Por momentos ele fez-nos acreditar que estava a cair no jogo delas mas, mais tarde, percebemos que ele também era um jogador. Ethan tem demonstrado, nos últimos episódios, que não é apenas mais uma cara bonita mas que, também ele, é uma personagem muito inteligente que dificilmente se deixará enganar. Será que as necromantes desistiram de vez de o tentar seduzir?
Quem tem tido muito mais destaque nesta temporada é Ferdinand Lyle. Com a ajuda dele, o enigma do Diabo, que na verdade é a sua auto-biografia, aos poucos está a ser descodificado mas será que é rápido o suficiente, tendo em conta as investidas das necromantes? Agora sabemos que a relação de Lyle com o grupo de Malcolm não é tão confiável quanto acreditamos no início pois ele está a espiá-los por imposição de Evelyn. Nota-se que ele não se sente bem com isso mas o seu lado medroso leva a melhor. Será que ele algum dia irá ser corajoso o suficiente para trair as necromantes a fim de ajudar o grupo?
No final do episódio o iminente ataque acaba por acontecer, o que nos deixa com uma simples conclusão: o grupo ainda não está preparado para combater as necromantes. Ainda não tem conhecimento, meios e poder para isso. A Vanessa até agora tem sido capaz de lhes resistir mas pergunto-me por quanto mais tempo isso irá acontecer. Uma madeixa do seu cabelo foi-lhe retirada por uma das necromantes que, depois de o fazerem, partiram deixando apenas o susto da sua presença e ataque. O que será que irão fazer com o cabelo? Por enquanto, esse é o maior mistério!


Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:16

02x05 "Above the Vaulted Sky"


Magnifico, deslumbrante, espectacular é como descrevo este episódio uma vez mais a serie conseguiu surpreender-me! Tem a receita completa para ser o melhor episódio da temporada, atrevo-me a dizer que foi poesia para os olhos e para os ouvidos!

Houve um pouco de tudo neste episódio, terror, drama, romance e suspense e qual deles gostei eu mais?
Da parte em que Madame Kali tortura não a boneca de Vanessa mas sim da mulher do Sir Malcolm, uma tortura maquiavélica, com alucinações, uma dor insuportável e no fim suicídio... isto tudo para livrar o Sir Malcolm de ser casado e para ela finalmente ficar com ele e usa-lo como seu brinquedo?

Ou da parte em que John Clare e Vanessa têm um dialogo e um momento tão especial, em que juntos recitaram o poema "I am" de um outro John Clare e a dançarem. Gosto de ver estes dois juntos, a Vanessa consegue retirar o melhor de Caliban.

Mas nem tudo no episódio me deixou feliz, detestei ver a "Lily" tratar o Caliban como tratou, julgando-o pela aparência e recusando o amor dele sem o conhecer onde mais tarde ela se deita com Viktor, não gostei nada de ver e nem quero imaginar quando o Caliban descobrir.

Isto foi um episódio cheio de amor lá pelo meio, Vanessa cada vez mais próxima do Ethan, Sir Malcolm com a Madame Kali, Viktor com Lily e por fim Dorian com Angelique.

Senti que o Dorian Gray esta a aparecer novamente em alta nesta 2º temporada, andou desaparecido nos primeiros episódios mas já estou a ver o fantástico Dorian Gray que gostei muito de ver na 1º temporada.

E vocês gostaram do episódio? Qual foi a cena que mais gostaram?

Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:17

02x06 - "Glorious Horrors"


"I have the strangest sense we've met before"

Sangue, muito sangue. Foi o que tivemos em mais um brilhante episódio de Penny Dreadful!
Comecemos pelo principio e pela ideia que o Dorian teve de dar um baile para apresentar Angelique. Desde o inicio tinha a sensação que o baile não ia correr muito bem, algo que acabou por se confirmar. Não houve nenhum ataque - apesar de as necromantes se terem preparado para atacar Vanessa - mas foi um baile surpreendente.
A relação entre Dorian e Angelique parecia estar a ir de vento em popa, assim como a de Victor e Lily. Mas, para eles, o baile mudou tudo. Lily deixou-se deslumbrar por toda a opulência que acabara de descobrir e Dorian enfeitiçou-se pela mulher que lhe parecia tão familiar. Como é óbvio, Angelique e Victor ficaram desconfortáveis com a situação. Nunca depositei muita fé nestas duas relações que, à partida, tinham tudo para terminar mal mas, apesar disso, acreditava um pouco mais em Dorian e Angelique principalmente após o episódio anterior. Agora não estou tão certa de que ainda existe alguma esperança para eles.
Quanto a Lily e Victor, acabei por sentir pena deste último. Lily é diferente de Brona e, apesar de ter gostado bastante desta última, já não gosto muito da sua mais recente versão. Após ter rejeitado Caliban da forma que fez perdeu parte da minha simpatia mas também não achei correcto o que ela fez com Victor. Será que ela nos vai conseguir surpreender pela positiva nos próximos episódios?
Quem também não se ausentou do baile foi Malcolm. Após ter reagido de forma muito indiferente ao suicídio de sua esposa, foi acompanhado pela Evelyn à festa de Dorian. Sem barba e com uma aparência mais jovem, Malcolm não está em si e o que quer que Evelyn lhe tenha feito já está a dar resultado. No entanto, sendo ele quem é, acredito que vai conseguir ser mais forte do que qualquer encantamento e descobrir que tipo de mulher é aquela que tem a seu lado. Esperamos é que não seja tarde demais, quando isso acontecer!
A cena em que Vanessa desmaia, na pista de dança, conquistou todo o episódio. Apesar de Ferdinand Lyle a ter tentado proteger, os seus esforços não foram suficientes mas a Vanessa, mais uma vez, proporcionou-nos uma cena incrível. Foi um momento estupendo, apesar de toda a tensão no ar. Foi forte o momento em que começou a chover sangue, apenas na imaginação de Vanessa, mas a música que estava a tocar complementou o momento de forma perfeita. Merece o título de melhor cena do episódio, não acham?


Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:18

02x07 - "Little Scorpion"


Mais um episódio loucamente bem feito, onde o tema mais focado é a Vanessa mostrando mais uma vez do que esta personagem é capaz!
Vanessa sentiu que devia de ir para um sitio mais seguro não só para ela mas sim também para ser mais seguro para os que a rodeiam, então Vanessa voltou para a antiga casa de Joan Clayton (a senhorita que foi queimada no ramo da árvore) e lá ficou acompanhada pelo Lobisomem Ethan Chandler.

A relação destes dois esta a ficar mais intima e pessoal, já deixou de ser uma relação seria e formal como era antes.

Eles já dançaram, já praticaram tiro em conjunto, já apanharam vagas juntos e até já partilharam conversas pessoais dos seus respectivos passados.

Neste episódio a historia não foi muito revelada ou explorada apenas nos mostrou no final mais um pouco do poder de Vanessa e a relação dela com as trevas.
Assim Vanessa vingou finalmente a sua velha e falecida amiga Joan, acabando por derrotar o monstro que a matou.

Senti que ainda existe muito da Vanessa nesta historia que não conhecemos, do que ela é capaz e do poder que tem, pois acredito que aquilo foi uma pequena percentagem da sua força.

Vejam o episódio está muito bom.
Penny Dreadful é vida!

Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:20

02x08 - "Memento Mori"


Lily: "Never again I will kneel to any man! Now they shall kneel to me!"

O mais recente episódio contou com duas baixas de peso: Vanessa e Ethan. No entanto, apesar da sua ausência, a qualidade do mesmo não deixou nada a desejar. Foi um episódio tão bom quanto os anteriores! Concordam?
Atribuo o título de personagem que mais se destacou no episódio à Lily. Ela, que já tinha mostrado ser uma caixinha de surpresas, fez a sua grande revelação ao informar Caliban dos seus grandes planos. Quem esperava por esta? Aposto que, há uns episódios atrás, ninguém acreditava que a Lily sabia o que era verdadeiramente e os seus actos, com Victor, não passaram de uma encenação. A Lily dava uma boa atriz, não acham? Pelo menos eu cai que nem um patinho quando a vi agir de forma tão inocente. Matar Victor e conquistar o mundo ao lado de Caliban é o seu grande plano. Será que vai ser bem sucedida?
Finalmente vimos o que escondia o famoso retrato de Dorian Gray. Um homem muito velho, com o corpo coberto de feridas e preso, por várias correntes. Tem um ar debilitado mas, ao mesmo tempo, uma expressão severa no rosto. Este é o verdadeiro Dorian, uma criatura assustadora. Infelizmente Angelique descobriu o grande segredo do seu amado, o que significou a sua morte. Foi um fim trágico, principalmente após ele admitir conseguir amar Dorian, como ele era realmente. "Não acho que consigas", disse Dorian após ter envenenado Angelique. Por esta também não esperavam, pois não?



"Na grande guerra pelo Trono Celestial, nós fomos vencidos. Deus olhou para os seus anjos derrotados, considerou-nos anjos maléficos e então expulsou-nos. Ele segurou-nos pelas asas e elevounos sobre a sua cabeça. Depois atirou-nos do seu Trono Celestial e lançou-nos para baixo, para a Terra e para o Inferno. Assim, fomos cortados em pedaços. Dois irmãos expulsos para dois reinos. Um irmão para a Terra e outro para o Inferno. E assim foi deflagrada a nossa inimizade eterna. O meu irmão na Terra, para se alimentar do sangue dos vivos à noite. Eu, no Inferno, para me alimentar das almas dos mortos. Ambos numa busca eterna pela Mãe do Mal, que nos libertará das nossas amarras e permitirá que um de nós conquiste o Céu, derrubando Deus do seu sangrento trono. E então, a Escuridão reinará na Terra e no Céu, para sempre."

Finalmente a narrativa do Diabo foi completa. Ao que tudo indica, o "irmão na Terra" a que o conto se refere era o Mestre dos Vampiros que foi derrotado no passado, restanto assim o que vive no Inferno. O maior enigma, nesta auto-biografia, é saber quem ou o quê é a "Mãe do Mal". O meu primeiro pensamento foi que poderia ser Vanessa mas parece-me errado associá-la a "Mãe do Mal". Parece-me uma definição forte demais para ela, apesar de tudo.
Depois de Malcolm ter corrigido Lyle, informando que a palavra que eles acreditavam ser "Cão de Caça" (o ser que pode enfrentar essa ameaça) era, na verdade, "Lobo", foi completamente possuído por um espírito, afirmando ser o "Mestre". Porém, a influência que Evelyn conseguiu ter sobre ele durou pouco. Ao contrário de Lyle e Victor, que ficaram completamente aterrorizados, Sembene não se deixou paralizar pelo medo e rapidamente controlou a situação. "Reconheça-se a si mesmo!" gritou Sembene a Malcolm. E ele conseguiu. Após um breve momento conseguiu recuperar e livrar-se de Evelyn, acabando por perceber que era apenas um boneco nas mãos dela. Porém, tal como a necromante previa, teve a atitude mais previsivel possível - sozinho, foi até sua casa para a atacar. Até eu fiquei revoltada com Malcolm por ter sido tão burro! Todos eles estavam conscientes dos poderes das bruxas, será que ele acreditava mesmo que, indo sozinho meter-se na toca da raposa, ia ter alguma hipótese? Uma atitude nada inteligente da parte dele...
Os momentos em que ele reveu a sua família foram fortes. Não há dúvidas do sofrimento e sentimento de culpa que ele carrega dentro dele. Custa ver esta personagem sofrer e espero que, algum dia, ele acabe por se perdoar a si próprio. Ele também merece ser feliz, não acham?
Lyle foi uma grande ajuda a desvendar o enigma mas sabemos que as suas intenções não são as melhores. Ele tem os seus próprios desejos e decidiu assinar um pacto com o diabo para as conseguir. Em troca só tem que vigiar o grupo e ajudar as necromantes a capturar Vanessa. Em episódios anteriores, acreditava que a sua vontade de ajudar Vanessa era superior a isso e ele ia acabar por reconsiderar mas neste percebe-se que as suas ambições também são muito fortes. Ele está dividido, isso é obvio, mas será que vai conseguir fazer a escolha acertada? Mal posso esperar para descobrir!
No próximo episódio teremos novamente a Vanessa e o Ethan. Será que eles irão regressar ou será o mal a ir ter com eles?



Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:21

02x09 - "And Hell Itself My Only Foe"


E sem nunca parar Penny Dreadful continua a surpreender sempre para melhor, depois da recente noticia que a serie foi renovada com mais uma temporada este episódio foi inicio de um principio de uma longa espera.

Não estava nada a espera de finalmente nestes últimos episódios a historia de Dorian Grey começar a ser explorada e trabalhada como deve ser e conseguirem mostrar o seu lado sombrio.

Mas nem todos são monstros e mais uma vez Caliban é atacado no coração, aproveitando-se da bondade desta personagem que sem sossego vive numa dor profunda, que vai acontecer com esta personagem? Será que Vanessa o vai ver e salvar? Será que vai ser finalmente despertado o monstro que há nele? Não sei... e tenho medo de saber.

Vanessa também cada vez esta mais poderosa e sombria a cena dela com o Ethan na cabana foi dura de ver... uma cena forte e com muito sentimento de ódio! Ethan foi finalmente descoberto sobre quem é ele realmente e tem o detective em cima, apesar de já ter tirado o outro peso de cima.

Mas será que ele vai sobreviver sobre o que aconteceu naquela mansão? O que ele fez com o seu amigo?
Que vão fazer os outros acerca disso? Aquela casa vai fazer com que muitos deles percam o juízo e cometam loucuras, podem até mesmo não sair de lá como entraram... ou podem até mesmo nem sair, uma guerra esta a ser batalhada quem será que vai ganhar? E quem será que vai perder?

Mal posso esperar para ver o próximo episódio, para ver o que vai acontecer com o Caliban, com a Vanessa, com o Sembene e com todos os outros que estão naquele inferno!

E vocês que acharam deste episódio? Acham que a Vanessa vai conseguir combater as trevas e não se converter para o lado do mal? Acham que Ethan vai conseguir controlar a sua verdadeira natureza?
Comentem e digam o que pensaram deste episódio.


Voltar ao Topo Ir em baixo
MargaridaCarvalhal

avatar

Mensagens : 25
Data de nascimento : 08/11/1991
Data de inscrição : 28/09/2015
Idade : 25
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   Ter 06 Out 2015, 12:22

02x10 - "And They Were Enemies"


“Quando se vê aquilo de que se é capaz, quando se pisou sangue durante o tempo suficiente, o que resta além de percorrer uma praia deserta longe de todos os outros?”. O último episódio de Penny Dreadful mostra-nos aquilo de que as personagens são capazes e a luta interior que cada uma vive, em busca do caminho que deve percorrer.

Mas, começando pelo início, todos os protagonistas estão ainda na mansão das bruxas. Cada um tem de enfrentar as provações que os atormentam. Será Vanessa capaz de resistir às seduções do Anjo Caído? Terão Malcolm e o doutor Frankenstein coragem suficiente para enfrentar o seu passado? Será Ethan o Lobo de Caça que ajudará Vanessa na sua luta?

Numa cena brilhante em que vemos Vanessa a travar uma luta interior contra o mal, a Little Scorpion consegue vencer a batalha e derrotar Evelyn Poole, com a ajuda de Ethan, que aparece na altura certa. Mas o caminho que ela tem de continuar a percorrer não é fácil. E ela sabe-o. Todas as personagens conseguem sair bem, dentro dos possíveis daquela casa amaldiçoada, menos Sembene. Na minha opinião, ele não merecia aquele final, mas, pelo menos, ele cumpriu até ao fim a sua missão de proteger Vanessa e Malcolm.
E quanto a Hecate? A bruxa age como se esta luta não fosse dela e, no final, acaba mesmo por não se envolver em nada. Ou quase nada. Virá ela em força na próxima temporada, pronta para continuar a atormentar Ives? Eu acredito que sim!

Quem também teve um final brilhante foi Dorian Gray e Lily que, depois de contar a verdade acerca de quem são a Frankenstein, continuam a sua dança sangrenta com a promessa de criarem uma raça imortal pronta a governar o mundo. Fico ansioso à espera de ver a história destes três ser desenvolvida na terceira temporada.

Quanto a Caliban, na minha opinião, teve o final esperado, ao encontrar o seu monstro interior. A dor profunda que esta personagem vive na busca de paz interior, não pode mesmo ser curada.

Resta-nos apenas esperar para saber o que vai acontecer a Ethan, depois de se ver obrigado a voltar para a América, tendo de deixar Vanessa a caminhar sozinha na sua própria escuridão.

Penny Dreadful despede-se, assim, de forma brilhante, deixando algumas hipóteses em aberto para o que poderá acontecer na próxima temporada e fazendo-nos acreditar que cada um caminhará sozinho. Mas durante quanto tempo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mini-análises 2ª temporada   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mini-análises 2ª temporada
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Mini Lago (interior)
» Mini lago dentro de casa
» Mini Arraia
» Mini aquario!! rsrsrs
» Mini Bandeira???

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
APS Portugal :: APS Portugal :: Arquivo Páginas APS :: Penny Dreadful-